Representações sociais dos profissionais da Educação Infantil sobre a alimentação escolar

Autores

  • Alexandra Magna Rodrigues Universidade de Taubaté
  • Paula do Valle Universidade de Taubaté
  • Edna Maria Querido de Oliveira Chamon Universidade Estácio de Sá
  • Leonor M Santana UNESA

Resumo

Com o objetivo de identificar as representações sociais de profissionais da educação infantil sobre a alimentação escolar da rede pública, realizou-se esta pesquisa exploratória, descritiva e de abordagem qualitativa. Foram aplicados questionário sociodemográfico e entrevista semiestruturada. Realizou-se análise de dados por meio de análise de conteúdo e auxí­lio do software IRaMuTeQ, à luz da Teoria das representações sociais. Participaram do estudo 66 profissionais (25 docentes, 28 cozinheiras e 13 gestores). A principal RS identificada estava relacionada à diferença entre merenda e alimentação escolar. A merenda foi representada como a comida ruim, oferecida aos participantes no passado, quando eram estudantes. Em oposição, a alimentação escolar foi representada como a comida servida atualmente, que tem qualidade e é acompanhada pelo nutricionista. Conclui-se que, apesar de a comida oferecida ser considerada de qualidade e ter atendimento de nutricionista, a escola não é entendida como um espaço para a educação alimentar e nutricional. Palavras-chave: Educação. Alimentação Escolar. Representações Sociais.

Biografia do Autor

Alexandra Magna Rodrigues, Universidade de Taubaté

Nutricionista pela Universidade Federal de Ouro Preto (2000), Especialização em Adolescência para Equipe Multidisciplinar (2002), Mestrado (2003) em Ciências Aplicadas í  Pediatria e Doutorado em Ciências (2007) pela Universidade Federal de São Paulo. É professora Assistente da Universidade de Taubaté - UNITAU, no Curso de Nutrição. Atualmente é coordenadora do Programa de Pós-graduação (Stricto Sensu - mestrado) em Desenvolvimento Humano: Formação, Polí­ticas e Práticas Sociais, e coordenadora do Curso de Aperfeiçoamento em Nutrição em Saúde Coletiva: Atendimento Ambulatorial do Centro de Educação Alimentar e Terapia Nutricional da UNITAU. É membro da Associação Paulista de Nutrição. É editora-chefe da Revista Ciências Humanas da UNITAU. Atua na área de Nutrição Materna, da Criança e do Adolescente, Segurança Alimentar e Nutricional e Desenvolvimento Humano, com ênfase em saúde coletiva e ciências sociais e humanas.

Paula do Valle, Universidade de Taubaté

Nutricionista pela Universidade de Taubaté (2015) e bolsista de iniciação cientí­fica do CNPq (PIBIC) de 2013 a 2015. Mestra em Desenvolvimento Humano pela Universidade de Taubaté (2018). Tem experiência nas áreas de: alimentação escolar, agricultura familiar, alimentos orgânicos e Teoria das Representações Sociais.

Edna Maria Querido de Oliveira Chamon, Universidade Estácio de Sá

Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade Nogueira da Gama (1991), graduação em Sciences de L`Education - Université de Toulouse II (Le Mirail) (1994), mestrado em Sciences de L`Education - Université de Toulouse II (Le Mirail) (1995), doutorado em Psicologia - Université de Toulouse II (Le Mirail) (1998) e pós-doutorado em Educação na UNICAMP (2003). Atualmente é professora permanente na Universidade de Taubaté (UNITAU) no Programa de Pós Graduação - Mestrado em Desenvolvimento Humano; e na Universidade Estácio de Sá - UNESA, no Rio de Janeiro. Tem experiência em Educação a Distância (Implementação e Gestão de Cursos e Materiais), além de experiência em avaliação institucional e de cursos (SINAES e CEE). É assessora ad hoc da FAPESP e do CNPq, da ANPEPP e do JIRS. É membro de corpo editorial e cientí­fico de várias revistas nacionais e internacionais. Trabalhou em Projetos Institucionais: PIBID (Capes) (Construção e Implementação) e Projeto Procampo, de 2009 a 2017. Atua no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estácio de Sá ministrando aulas e orientando mestrandos. Coordena projeto de pesquisa com fomento do CNPq.

Leonor M Santana, UNESA

Graduada em Psicologia (UNITAU), Doutora em Educação (UNESA), Mestre em Desenvolvimento Humano (UNITAU), com MBA em Gestão de Pessoas (FGV) e especialização em Psicopedagogia (UNITAU) e Psicomotricidade (UNITAU). Atuação como Curadora adjunta de materiais pedagógicos digitais, e docente em cursos de Graduação e Pós Graduação.

Downloads

Publicado

28-10-2022

Como Citar

Rodrigues, A. M., Valle, P. do, Chamon, E. M. Q. de O., & Santana, L. M. (2022). Representações sociais dos profissionais da Educação Infantil sobre a alimentação escolar. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 19(60), 154–178. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/10385

Edição

Seção

Artigos