A arte como suspiro: (in)visibilidade do corpo sensí­vel na docência

Autores

  • Kellen Dias de Barros Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Leila de Carvalho Mendes Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Este ensaio tem por objetivo refletir sobre o corpo sensí­vel e sua relação com a arte e a docência, pensando o quanto o esquecimento do corpo e o predomí­nio da razão como entidade abstrata destituí­da de uma materialidade corpórea têm contribuí­do para a perda de sensibilidade humana, coisificando-nos. Para tal, traçamos percursos que transitam da filosofia à antropologia dos sentidos para pensar na importância do corpo na constituição desse sujeito sensí­vel e no quanto a arte é atravessada pela sensibilidade ao mesmo tempo que possibilita um diálogo com a dimensão sensí­vel do sujeito, tocando-o de forma complexa. Nesse sentido, defendemos uma aproximação dos docentes com a arte, de forma a poder despertar esse corpo sensí­vel, nossa condição humana de existência. Palavras-chave: Corpo-sensí­vel. Arte. Docência.

Biografia do Autor

Kellen Dias de Barros, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunta da UERJ, atuando na Faculdade de Educação da Baixada Fluminense. Doutora em Literatura Comparada, Mestre em Literatura Brasileira, graduada em Letras, com todos os tí­tulos obtidos na UERJ. Pesquisa a questão da Literatura, a arte e o sensí­vel nas suas dimensões ética e estética na escola, com foco na alteridade.

Leila de Carvalho Mendes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora Adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Doutora em Lí­ngua Portuguesa, Mestre em Educação, Graduada em Letras. Atua pesquisando o tema da infância, linguagem, interculturalidade e sensibilidade.

Downloads

Publicado

05-05-2021

Como Citar

Barros, K. D. de, & Mendes, L. de C. (2021). A arte como suspiro: (in)visibilidade do corpo sensí­vel na docência. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 18(54), 478–493. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/9273

Edição

Seção

Estética e educação contemporânea