Saúde ocular e escola: perspectiva dos professores

Autores

  • Ercilene Silva Feller CEUMA-MA
  • Ligia Costa Leite CEUMA-MA
  • Monica Rabello de Castro UERJ

Resumo

A Saúde Ocular (SO) é considerada fundamental no processo de aprendizagem de crianças e adolescentes. O Programa Saúde na Escola (PSE), dos Ministérios da Educação e da Saúde, atuando nas escolas, contribui com ações de promoção, prevenção e atenção à saúde incluindo a SO. Realizou-se pesquisa qualitativa em duas escolas municipais de Xinguara (PA), entrevistando-se 16 professores para: caracterizar desafios dos docentes para promoção da SO; descrever ações preventivas deles relacionadas à SO; verificar conhecimento sobre instrumentos de triagem; identificar interesse sobre a SO do discente. A análise do material usou o método da Abdução em Comunicação. Como resultados: os docentes não se sentiam parte do Programa; consideravam a importância da SO e caracterizaram-na como uma temática ainda negligenciada nas escolas; a triagem não fazia parte da rotina; geralmente, colocavam o aluno com dificuldade visual mais próximo à lousa. Enfim, não havia fluxo definido para encaminhamento dos alunos ao PSE. Palavras-chave: Saúde Ocular. Professores. PSE. Promoção da Saúde.

Biografia do Autor

Ercilene Silva Feller, CEUMA-MA

Mestre em Saúde Coletiva Universidade CEUMA

Ligia Costa Leite, CEUMA-MA

Professora do mestrado em Gestão de Programas e Serviços de Saúde da Universidade CEUMA- Professora da Pós-graduação do Instituto de Psiquiatria da UFRJ https://orcid.org/0000-0003-3168-2799  

Downloads

Publicado

09-04-2021

Como Citar

Feller, E. S., Leite, L. C., & Castro, M. R. de. (2021). Saúde ocular e escola: perspectiva dos professores. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 19(57), 119–141. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/8924

Edição

Seção

Artigos