As práticas conversacionais da/na Educação Museal Online: o que elas nos ensinam?

Autores

  • Frieda Maria Marti Coordenação de Educação e Popularização da Ciência, Museu de Astronomia e Ciências Afins (COEDU/MAST)

Resumo

A Educação Museal Online (EMO) é uma noção e abordagem didático-pedagógica que busca compreender os "fazeressaberes" da Educação Museal na/com a cibercultura. Tomando como ponto de partida a centralidade das conversas na EMO, este artigo tem como objetivo apresentar e dialogar com algumas práticas conversacionais forjadas nas/com as redes sociais digitais da SAE e seus praticantes seguidores, discutindo a sua relevância e potencialidades à luz da cibercultura e da Educação Museal na contemporaneidade. A ciberpesquisa-formação e as pesquisas com os cotidianos constituem as bases teóricas-metodológicas da pesquisa. As ações educativas museais online que forjam conversações, por meio da mediação museal online, fomentam a interatividade e a coautoria, e reafirmam a potencialidade das redes sociais digitais como ambientes de compartilhamento e de produção colaborativa de múltiplos conhecimentos, sentidos e de aprendizagens. Palavras-chave: Educação Museal Online. Conversas. Práticas conversacionais. Educação Museal. Museu.

Biografia do Autor

Frieda Maria Marti, Coordenação de Educação e Popularização da Ciência, Museu de Astronomia e Ciências Afins (COEDU/MAST)

Educadora Museal. Doutora em Educação pelo ProPed/UERJ - Linha Cotidianos, Redes Educativas e Processos Culturais. Mestre em Zoologia (Ornitologia) pelo Museu Nacional/UFRJ. Especialista em Further Education Teaching pelo Kirklees College, UK, pós-graduada em Adult Education e E-learning and Multimedia pela Huddersfield University, UK e em ESOL - English for Speakers of Other Languages - pela Cambridge University, UK. Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência com Tecnologias Educacionais, Educação Online, Educação de Adultos, Educação Museal, Educação Museal Online, Divulgação e Popularização das Ciências, Ensino de Inglês para Estrangeiros (ESOL), Formação de Professores e de Educadores Museais e Design instrucional e desenvolvimento de cursos online e materiais didáticos para diversos públicos. Integrante (Pesquisadora) do Grupo de Pesquisa Docência e Cibercultura (GpDOc/UFRRJ) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, coordenado pela Profa Dra. Edméa Santos e integrante do Grupo de Pesquisa Educação Museal: conceitos, história e polí­ticas do(a)Instituto Brasileiro de Museus, coordenado pela Profa Dra. Fernanda Castro. Pesquisadora bolsista do Programa de Capacitação Institucional do CNPq - Ní­vel DB junto a Coordenação de Educação do Museu de Astronomia e Ciências Afins (COEDU/MAST) no projeto A Divulgação da Astronomia na Colaboração Museu-Escola, coordenado pela Profa Dra. Patrí­cia Figueiró Spinelli (COEDU/MAST).

Downloads

Publicado

10-09-2022

Como Citar

Marti, F. M. (2022). As práticas conversacionais da/na Educação Museal Online: o que elas nos ensinam?. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 19(59), 312–331. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/10713

Edição

Seção

Artigos