Cultura Maker no ensino da Matem´ática: uma revisão sistemática da literatura.

Autores

Palavras-chave:

Cultura maker, Matemática, Ensino Fundamental

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar os estudos empíricos sobre o uso da cultura maker no ensino na matemática. Para tanto, foi empregada uma Revisão Sistemática da Literatura, na qual, após uma série de critérios preestabelecidos nas bases de dados, foram selecionados 15 trabalhos relacionados com a temática. Como resultado, constatou-se um aumento significativo do número de trabalhos publicados entre os anos de 2010 e 2021, porém a maioria dos trabalhos eram voltados para o ensino fundamental dos anos finais. Observou-se também uma predominância na área STEAM que envolve Ciências (Science), Tecnologia (Technology), Engenharia (Engineering), Artes (Arts) e Matemática (Math). Além disso, verificou-se uma variedade de métodos, benefícios e aplicações da cultura maker no contexto educacional. Entretanto, constatou-se carência de trabalhos mais direcionados para algumas etapas da educação. Embora existam lacunas de investigações sobre esse assunto, deseja-se, para as pesquisas futuras, um aprofundamento sobre o uso da cultura maker de forma interdisciplinar devido à relevância do tema para a inovação dos métodos de ensino e aprendizagem.

Biografia do Autor

Raquel de Sousa Gondim, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Mestra em Tecnologia Educacional pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e integrante do Grupo de Pesquisa do Laboratório Digital Educacional (LDE) da Universidade Federal do Ceará (UFC), na linha de pesquisa Gestão e Políticas em Tecnologia Educacional. Especialista em Administração Escolar pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Pedagoga (UVA) e Licenciada em matemática (UVA). Tem experiência na área de Educação, com foco em Educação a Distância, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Na atualidade, tem pesquisado temas como: cultura maker, tecnologia educacional, aprendizagem colaborativa móvel e letramento digital.

Francisco Herbert Lima Vasconcelos, Universidade Federal do Ceará (UFC)

É servidor público federal no cargo de professor efetivo Adjunto III da Universidade Federal do Ceará (UFC) e possui Graduação na área de Licenciatura em Fí­sica pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Realizou seu Mestrado com pesquisas na área de tecnologia aplicada a educação e metodologia de ensino com objetos de aprendizagem no ensino de Ciências da Natureza e Fí­sica em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e possui Doutorado na área de pesquisa em Avaliação da Efetividade e do Desempenho da Aprendizagem com Análise Multidimensional e Multilinear, em Engenharia de Teleinformática, também pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Foi professor da Rede Pública Municipal de Fortaleza (SME) e professor da Secretaria de Educação do Governo do Estadual do Ceará (SEDUC). Coordenou o Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) no Estado do Ceará, além de outros programas de Formação de Professores em Ní­vel de Pós-Graduação em Especialização na área de Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica e Tecnologias Educacionais. Foi consultor do PASEM ? Programa de Apoio Educacional do Mercosul realizado pela União Europeia, coordenando diversas missões educacionais internacionais de pesquisa e estudos em paí­ses da América Latina, tais como Uruguai, Argentina, Paraguai e Brasil. Foi coordenador adjunto do Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Básica da Universidade Federal do Ceará (COMFOR - UFC) e coordenou diversos programas da Secretaria de Educação Básica (SEB) e da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) na área de formação continuada de professores do Ministério da Educação (MEC) e atua como professor pesquisador do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) em cursos de Licenciatura e formação de professor. É consultor ad hoc do Ministério da Educação (MEC) e da Diretoria de Educação Básica (DEB) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ní­vel Superior (CAPES). Atualmente é Secretário da Educação do Municí­pio de Sobral-Ce, e professor permanente e orientador dos programas de pós-graduação em ní­vel de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática e de Mestrado em Ciência da Informática, ambos pela UFC, além de docente do Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática do IFCE ? Campus Fortaleza, desenvolvendo trabalhos de pesquisa nas áreas de metodologia de ensino, avaliação educacional, tecnologia na educação, informática aplicada ao ensino de ciências e matemática e na formação de professores. Tem diversos trabalhos publicados em eventos, congressos, periódicos e revistas cientí­ficas especializadas em ní­vel nacional e internacional, além de ter publicado e organizado mais de trinta livros na área da educação. Exerceu também o cargo de Diretor Geral do Centro de Educação a Distância do Governo do Estado do Ceará (CED), órgão vinculado í  Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), no municí­pio de Sobral.

Mateus de Lima Brito, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Mestre do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Educacional (PPGTE) da Universidade Federal do Ceará (UFC), na linha de pesquisa Gestão e Polí­ticas em Tecnologia Educacional. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (2011), especialização em Psicopedagogia Clí­nica e Institucional pela Faculdade Estácio do Ceará (2018), especialização em Psicologia Organizacional do Trabalho pela Universidade Estadual do Ceará (2013) e especialização em Gestão Pedagógica na Escola Básica pela Universidade Estadual do Ceará (2018). Atualmente é Assistente Administrativo da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Robson de Sousa Morais, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Educacional (PPGTE) da Universidade Federal do Ceará (UFC). Possui graduação em Letras - Português, pela Universidade Federal do Ceará (2008). Atualmente é professor efetivo do Estado do Ceará, lotado na Escola Estadual de Ensino Médio Presidente Humberto de Alencar Castelo Branco.

Referências

BACICH L., MORAN J. (Org.). Metodologias ativas para uma educação inovadora uma abordaegm teórico-prática. Porto Alegre, RS, Penso Editora LTDA 2018.

BACICH, L.; HOLANDA, L. STEAM em sala de aula: a aprendizagem baseada em projetos integrando conhecimentos na educação básica. Penso Editora, 2020.

BLIKSTEIN, P.; VALENTE, J. A. The construction of knowledge in maker education: a constructivist perspective. Constructivism Foundation. Brussels, Bélgica, v. 14, n. 3, p. 252-262, 2019. Disponível em: https://constructivist.info/14/3/252.valente.pdf. Acesso em: 20 mar. 2022.

BLIKSTEIN, P.; VALENTE, J.; MOURA, E. M. de. Educação Maker: Onde Está O Currículo? Revista e-Curriculum, v. 18, n. 2, p. 523-544, abr./jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.23925/1809-3876.2020v18i2p523-544. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/curriculum/article/view/48127. Acesso em: 19 fev. 2022.

BLINKSTEIN, P.. Educação mão na massa. São Paulo, USP - Universidade de São Paulo, setembro de 2016. Entrevista para o site porvir durante a Conferência FabLearn Brasil. Disponível em: http://porvir.org/especiais/maonamassa/?gclid=Cj0KCQjwnNvaBRCmARIsAOfZq- 3osMD1faI72 ktI-caMXwySkVQsMnq3EBpDwHCJOg5Fa187ZpY-kk8aApqIEALw_wcB. Acesso em: 02 jun. 2022.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base. Brasília, MEC, 2017.

COUTINHO, C. P. Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas: teoria e prática. 2 ed. Coimbra: Almeidina, 2018.

D’AMBRÓSIO, U. Etnomatemática. Elo entre as Tradições e a Modernidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

VAZ, C.L.D.; NERI JÚNIOR, E. dos P. O Lugar Da Aprendizagem Criativa: Uma Experiência Com A Matemática Mão Na Massa. REMATEC, [S. l.], v. 15, p. 137–155, 2020. DOI: 10.37084/REMATEC.1980-3141.2020.n0.p137-155.id243. Disponível em: http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/128. Acesso em: 15 jan. 2022.

DOUGHERTY, D. “The Maker Movement”, Innovations: Technology, Governance, Globalization. v. 7, nº. 3, p. 11–14, 2012.

DOUGHERTY, D. The Maker Mindset. MIT, 2016. Disponível em: https://llk.media.mit.edu/courses/readings/Maker-mindset.pdf. Acesso em: 01 set. 2022.

DYBA, T.; DINGSOYR, T.. Empirical studies of agile software development: A systematic review. Information and software technology, Elsevier, v. 50, n. 9, p. 833-859, 2008.

GAVASSA, R. C. F. B. Educação maker: Muito mais que papel e cola. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, v. 7, nº 2, p. 33-48, dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/tsc.v7i2.14851. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14851. Acesso em: 09 fev. 2022.

GAVASSA, R. C. F. B.; MUNHOZ, G. B; MELLO, L. F. de; CAROLEI, P. Cultura maker, aprendizagem investigativa por desafios e resolução de problemas na SME-SP (Brasil). In FabLearn Brasil. 2016. Disponível em: http://104.152.168.36/~fablearn/ wp-content/uploads/2016/09/FLBrazil_2016_paper_127.pdf. Acesso em: 10 dez. 2022.

GONDIM, R. de S. O ensino da matemática na perspectiva da cultura maker: a aplicação de sequências didáticas de abordagem construcionista nos anos iniciais do ensino fundamental. 2023. 167 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Educacional) - Instituto UFC Virtual, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2023.

KITCHENHAM, B. A. Procedures for performing systematic reviews. Keele, UK, Keele University, v. 33, n. 2004. p. 1-26, 2004.

KITCHENHAM, B. A.; CHARTERS, Stuart. Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software ngineering. Technical Report EBSE 2007-001, Keele University and Durham University Joint Report, 2007.

MACHADO, A. A.; ZAGO, M. R. R. da S.. Articulações entre práticas de educação ambiental, robótica e cultura maker no contexto das aulas de laboratório de ciências. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, v. 7, n. 2, p. 143-168, dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/tsc.v7i2.14869. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14869/9901. Acesso em: 25 jan. 2022.

MELENDEZ, T. T.; EICHLER, M. L. GAMIF – A cultura game maker na educação profissional: um estudo de caso. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v.2, nº17, p. e8160, 2019. DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2019.8160. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/8160/pdf. Acesso em: 02 fev. 2022.

MISKULIN, R. G. S. As possibilidades didático-pedagógicas de ambientes computacionais na formação colaborativa de professores de Matemática. In FIORENTINI, Dário. Formação de Professores de Matemática. Campinas–SP: Mercado de Letras, 2003.

MOREIRA, I.r E. de L. et al. Vamos Jogar Matemática: utilizando o RPG maker para produzir um recurso educacional digital para o ensino de Matemática. 2019. Ctrl+E. Disponível em: https://sol.sbc.org.br/index.php/ctrle/index. Acesso em: 05 jan. 2022.

MOURA, E. M. de et al. Educação maker no currículo de matemática catapultas e o estudo de funções. Tecnologias, sociedade e conhecimento, v. 7, nº 2, p. 65-84, 2020. DOI: https://doi.org/10.20396/tsc.v7i2.14853. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14853. Acesso em: 07 jan. 2022.

NEVES, H. O movimento maker e a educação: como FabLabs e Makerspaces podem contribuir com o aprender. Fundação Telefônica Brasil, 2015.

PASSOS, C. L. B.; NACARATO, A. M.. Trajetória e perspectivas para o ensino de matemática nos anos iniciais. SCIELO BR. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/a/VqMq5VmXSk45CKXtvFmZZrN/?lang=pt. Acesso em: 07 jan. 2022.

PAULA, B. B. de; MARTINS, C. B.; OLIVEIRA, T. de. Análise da Crescente Influência da Cultura Maker na Educação: Revisão Sistemática da Literatura no Brasil. EDUCITEC. v.7, e134921, 2021. DOI: https://doi.org/10.31417. Disponível em: http://200.129.168.14:9000/educitec/index.php/educitec/article/view/1349/695. Acesso em: 15 fev. 2022.

RAABE, A. L.; GOMES, E. B.. Maker: uma nova abordagem para tecnologia na educação. Revista Tecnologias na Educação. v. 26, n. 26, p. 6-20, 2018. Disponível em: https://tecedu.pro.br/wp-content/uploads/2018/09/Art1-vol.26-EdicaoTematicaVIII-Setembro2018.pdf. Acesso em: 06 fev 2022.

SANTOS, J. T. G.; ANDRADE, A. F. de. Impressão 3D como Recurso para o Desenvolvimento de Material Didático: Associando a Cultura maker à Resolução de Problemas. Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 18 nº 1, julho, 2020. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/106014/57856. Acesso em: 18 jan. 2022.

SERAFIM, R. de S. G., GONDIM, R. de S., & VASCONCELOS, F. H. L. . O uso da Cultura Maker no ambiente escolar e sua interlocução com o ensino de Língua Portuguesa: uma revisão sistemática da literatura. Revista Educar Mais, 7, 683–702, 2023. DOI: https://doi.org/10.15536/reducarmais.7.2023.3362

SILVA, I. O. et al. Educação científica empregando o método STEAM e um makerspace a partir de uma aula-passeio. Latin American Journal of Science Education. v. 4, n. 2, p. 1–9, Out, 2017.

STELLA, A. L.; FIGUEIREDO, A. P. S.; SILVA, D. D. S. S. da; AMARAL, M. C. do; SACHETTI, W. L.. BNCC e a cultura maker: uma aproximação na área da matemática para o ensino fundamental. Disponível em: https://www.lantec.fe.unicamp.br/pf-lantec/n4.art6_.pdf. Acesso em: 26 jan 2022.

VALENTE, J. A. Movimento Maker: Onde Está o Currículo? V Seminário Web Currículo: educação e cultura digital. São Paulo: PUC-SP, 2017.

VIEIRA, S. da S.. Aprendizagem criativa com experimentação mão na massa através do Scratch em sala de aula visando o desenvolvimento computacional. Revista: EaD & Tecnologias Digitais na Educação, v. 8 Nº 10 P. 39-54, 2020. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/ead/article/view/11837/6535. Acesso em: 02 fev. 2022.

VIEIRA, S. da S.; SABBATINI, M.. Cultura maker na Educação através do Scratch visando o desenvolvimento do pensamento computacional dos estudantes do 5º ano da Escola Base Rural da Cidade de Olinda –PE. REDOC, v. 4, nº2, maio/ago, 2020. DOI: https://doi.org/10.12957/redoc.2020.50671. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/re-doc/article/view/50671. Acesso em: 23 fev. 2022.

Downloads

Publicado

02-12-2023

Como Citar

Gondim, R. de S., Vasconcelos, F. H. L., Brito, M. de L., & Morais, R. de S. (2023). Cultura Maker no ensino da Matem´ática: uma revisão sistemática da literatura. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 20, 10574. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/10574

Edição

Seção

Artigos