Materiais Manipuláveis: Questões para a formação de professores que ensinam matemática

Autores

  • Janete Bolite-Frant UFRJ

Resumo

Este artigo apresenta um estudo que observou e analisou o uso de manipulativos em aulas de didática da matemática no curso de pedagogia. Inicia com um breve histórico sobre o uso de manipulativos e traz uma discussão, pautada numa pesquisa feita ao longo de 3 anos, levantando questões pertinentes à formação inicial e o desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática. Professores afirmaram que usar manipulativos para ensinar matemática é prazeroso e atrativo. Esta visão bastante restritiva em relação a aprendizagem engloba importantes noções sobre como e por que professores os utilizam. Resultados apontaram que, embora a proposta de uso de material manipulativo já exista há mais de 3 décadas, os futuros professores desconhecem a maioria deles. Afirmam ainda que nas escolas que visitam o que encontram é um quadro cheio de contas (operações) para o aluno completar. Justificam dizendo que é porque "acabou a brincadeira é tempo de seriedade". Palavras-chave: Manipulativos. Educação Matemática. Anos Iniciais. Didática.

Biografia do Autor

Janete Bolite-Frant, UFRJ

PhD, FE- UFRJ, Professora do Programa de pós graduação em ensino de matemática - PEMAT UFRJ

Downloads

Publicado

27-01-2022

Como Citar

Bolite-Frant, J. (2022). Materiais Manipuláveis: Questões para a formação de professores que ensinam matemática. Revista Educação E Cultura Contemporânea, 19(59), 254–270. Recuperado de https://mestradoedoutoradoestacio.periodicoscientificos.com.br/index.php/reeduc/article/view/9462

Edição

Seção

Artigos